Página Inicial / Equilíbrio / Iprem entrega 2º lote de imóveis do INSS para a Prefeitura

Iprem entrega 2º lote de imóveis do INSS para a Prefeitura

Em cerimônia realizada no Edifício Matarazzo, sede da Prefeitura de São Paulo, foram transferidos para a Secretaria de Habitação (SEHAB), mais 2 imóveis ociosos pertencentes ao INSS, localizados na região central da cidade. Esses imóveis fazem parte de uma dívida do Instituto Nacional de Seguro Social (INSS) com o Iprem,  que recebe-os em processo de dação e transfere para a Prefeitura dar uma função social à eles. Esse já foi o segundo lote entregue pelo Iprem em pouco mais de dois meses. No 1º lote,  foram repassados 04 imóveis, sendo três destinados a SEHAB e um deles, para a Secretária de Cultura.

Para saber mais sobre o processo de dação dos imóveis, clique no link abaixo:

http://previdencia.prefeitura.sp.gov.br/iprem-transfere-imoveis-para-cultura-e-habitacao/

O evento contou com a presença do Secretário de Governo – Chico Macena, o Superintendente do Iprem – Fernando Rodrigues da Silva, o Secretario Municipal de Habitação – João Sette Witaker e do Secretário de Gestão – Valter Correia, além de diversas lideranças do movimento por moradia. Segundo a representante da Frente de Luta por Moradia (FLM), desde 1997 que os grupos reivindicam  por uma soluções e viram a possibilidade, com a união dos movimentos sociais para buscar um consenso junto ao poder público.

“Agora a gente vê na gestão do Prefeito Haddad, no empenho da COHAB e do Iprem e do próprio INSS que isso é possível.”

ANEXO ÚNICO – RELAÇÃO DOS IMÓVEIS OBJETOS DA CESSÃO DE US

  • O TERRENO, situado nesta Capital, no bairro Anhangabaú, constituído pelo lote nº 19 da quadra 7, com as seguintes confrontações, área e características: situado na Avenida Nove de Julho, nº 1138, lado direito de quem vai da Rua Avanhandava para a Rua Acaraú, dista 76,24m do ponto (no lote 15 da mesma quadra) onde começa a curva da esquina da Avenida 9 de Julho com a Rua Acaraú, mede dito terreno 20,00m de frente, 31,83m da frente aos fundos do lado direito de quem da rua olha para o terreno, 30,49m no lado esquerdo e 15,00m e 5,20m nos fundos, por uma linha quebrada, contém a área de 613,00m2 e confronta por ambos os lados e fundos com terrenos da Companhia City; 17º Subdistrito – Bela Vista, município e comarca desta Capital, 4ª Circunscrição Imobiliária, objeto da transcrição 28.728 do 4º Registro de Imóveis desta Capital, contribuinte 010.029.0017-4;

 

  • UM TERRENO na Avenida 9 de Julho s/nº, entre os números 1187 e 1217, lado impar, distante 85,00m do alinhamento da Rua Paim, medindo 22,20m de frente naquela avenida, por 30,00m da frente aos fundos, de ambos as lados, medindo pela linha de fundos, metragem igual à da frente, com uma área total de 666,00m2, confrontando pelo lado direito de quem se acha dentro do terreno com a frente voltada para o logradouro, com José Pettinati, pelo lado esquerdo com Francisco Monaco e pela linha dos fundos com os transmitentes Carmela Buono ou Carmela Buonoriccio ou Carmela Latorre, ou ainda Carmela Buono Latorre, terreno este que corresponde aos fundos dos terrenos das casas situadas Rua Santo Antônio nº 264, 266, 268 e 270 antigos nºs 262, 264, 266 e 268; 17º Subdistrito – Bela Vista, município e comarca desta Capital, 4ª Circunscrição Imobiliária, objeto da transcrição 22.298 do 4º Registro de Imóveis desta Capital, contribuinte 006.042.0051-1

Sobre Iprem - Núcleo de Relacionamento Institucional

2 Comentários

  1. Dione Tavares de Moraes

    O Iprem recebeu esses terrenos, então, uma boa destinação para eles é a moradia para o funcionalismo que na sua grande maioria não tem casa propria, e por ter uma remuneração para sobrevivencia, não pode se arriscar a entrar em um financiamento. Interessante será, que o Iprem faça um estudo a respeito, e crie um plano de moradias para servidores publicos/autarquias. Criando uma forma de financiamento que seja descontado automaticamente em seus salários.Espero que esta ideia seja analisada com carinho pelo orgão regente das aposentadorias e beneficios.

    • Iprem - Núcleo de Relacionamento Institucional

      Caro Leitor,

      Por força da Emenda Constitucional nº 20/98 e da Lei Federal nº 9.717/98 os Regimes Próprios de Previdência Social (RPPS) – como o Iprem – foram obrigados a adaptar-se para cumprir a lei previdenciária nacional e não podem efetuar empréstimos ou financiamentos de qualquer natureza com os recursos provenientes do regime de previdência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *